sábado, 31 de dezembro de 2011

E agora eu tô aqui, sentada em uma cadeira azul, na casa das minhas melhores amigas esperando o sono chegar, esperando o outro dia, esperando o começo do fim do mundo. não que eu acredite que o mundo vá acabar em dois mil e doze, mas é bom ter a sensação de que não há mais alternativa e que é o fim, que agora fudeu tudo. 
Minhas costas doem muito, e talvez uma outra pessoa no mundo inteiro quisesse ir para outro lugar, talvez quisesse ficar com outras pessoas, outro mundo, outra paisagem... mas eu não. sentada na cadeira azul, esperando uma das minhas melhores amigas sair do quarto, cansada, sabendo que amanhã será um dia legal com elas, é isso que me faz querer ficar aqui, é nosso sentimento verdadeiro que me faz ficar. 
E nesse ano prometo que não prometerei nada, que serei a mesma pessoa que sou hoje, que não quero ser uma pessoa melhor nem pior, que não quero mudar, odeio mudanças, que só quero sentimentos e pessoas novas, novas roupas, novas experiencias, mas o meu jeito será o mesmo, não importa o que eu vou desejar, nem o que desejar pra mim. Não prometo amar mais, não prometo ser mais feliz, não prometo viver até o ultimo instante, não prometo transar a primeira vez, não prometo me apaixonar, não prometo que não vou brigar, não prometo que vou estudar mais, e que se foda tudo, não me importo, nem um pouco.  


fuck yea :)

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

lembre-se

-

Loved: day, night, cold, heat, wind, pain, music, the moment, the feeling, the kiss, friendship, laughter, crying, looking, absence, people, longing, loss, gain, talk, well, evil, brotherhood, hug, sex, rain, sun, heart, reason, God, devil, hell and sky.

Ame, apenas ame.

Do lado de cá, a vista é bonita,
A maré é boa de provar,
Do lado de cá, eu vivo tranquila,
E o meu corpo dança sem parar,
Do lado de cá tem música, amigos e alguém para amar.. ♪
Do lado de cá ...




LOVE IS WORTH.

abandonar jamais..

devo acreditar nas suas palavras? são surtos de carência lançados de você pra mim intensos. se eu resisto? não sei. sinto o cheiro da paz e felicidade na minha frente. ou não, talvez seja só coisa da minha cabeça, mais eu queria subir essa ladeira e me jogar de cabeça. é ilusão? é imaginação? não sei. mais quero ir, me jogar, ir de livre e espontânea vontade. eu queria ser feliz. eu sou seu anjo, sempre. antes eu diria sim, mas hoje eu penso na resposta, por mais que eu saiba que seja sim. por que não existe outro igual a você. não que eu queira como eu quero você. sim, eu me sinto livre. eu estou feliz, sério. eu estou bem comigo mesma. depois de você, os outros são os outros.  ....  eu vou esperar mais um pouco, ver no que vai dar, ver como você vai reagir, ver como eu reajo. eu tento aparentar frieza mas não dá. idiotas. coitados. coitada de mim, coitada. e por favor, tenha pena quando se aproximar, não pegue com força eu sou frágil, sensível. estou me derretendo, estou cedendo, estou gostando disso.

22/10/11

PROCURAMOS INDEPENDÊNCIA, acreditamos na distância entre nós !

Toda essa curiosidade que você tem pelo que eu faço
Eu não gosto de me explicar, eu não gosto de me explicar
Toda essa intensidade, buscamos identidade

Mas não sabemos explicar, mas não sabemos explicar
Se paro e me pergunto: será que existe alguma razão

Pra viver assim se não estamos de verdade juntos
Procuramos independência

Acreditamos na distância entre nós
Procuramos independência
Acreditamos na distância entre nós
Toda essa meia verdade a qual temos nos conformado

Só conseguimos nos afastar.
Mas aprendemos a aceitar
Tantas coisas pela metade, como essa imensa vontade
Que não sabemos explicar, que não sabemos saciar
Se paro e me pergunto: será que existe alguma razão

Pra viver assim se não estamos de verdade juntos
Procuramos independência

Acreditamos na distância entre nós
Procuramos independência
Acreditamos na distância entre nós
Procuramos independência

Acreditamos na distância entre nós
Procuramos independência
Acreditamos na distância entre nós
Na-na narau, na-na narau uhu, aha, yeah

Na-na narau, na-na narau
Toda essa curiosidade

Toda essa intensidade
Toda essa meia verdade
Tantas coisas pela metade
Toda essa curiosidade
Toda essa intensidade 

Queira alguém que..

-


Menina, queria alguém que olhe pro seu rosto, queria alguém que te queira sempre, queira alguém que quer fazer planos com você, queira alguém que lhe faça surpresas, queira alguém que te apresente aos amigos, queira alguém que queira conhecer sua família, queira alguém que não te conheça tão bem, queira alguém que erre e peça desculpa, queira alguém que quer estar com você, queira alguém que lhe faça sorrir, queira alguém que lhe dê a mão, que lhe roube um beijo, queira alguém que tente fazer você feliz.
...
E ele me viu, me olhou, me admirou, me observou, me enxergou.
E pela primeira vez eu senti alguém me vendo. De verdade.
E eu ri de felicidade e timidez.


-

Para: MdC

... só vale enquanto brilha !

Realmente, não há uma pessoa que diga que eu não tento amar. Acho que sou a pessoa que mais ama no mundo e isso me fez sofrer, talvez mais sofrer do que amar, mas me pergunte se me importo? Me olhando no espelho agora, percebi feridas incuráveis e todas as minhas cicatrizes. 
Vejo uma garota, uma simples garota que tentar ter a coluna ereta, os cabelos bonitos, tenta engordar, tenta ser forte apesar de tudo, aprende que chorar só vale se for de rir, em filmes e musicas, aprende que dormir é só em feriados, aprende que o amor é mais do que ela pode imaginar, aprende que se apaixonar vale a pena, morrer de amor vale a pena, sofrer de amor vale a pena, falar o que sente vale a pena, quebrar a cara também vale a pena. Ela descobre que precisa dormir, mesmo o sono sendo dos fracos e nos feriados, ela precisa de emoções, de sentimentos, de surpresas, de declarações, de amor. Ela precisa  ser feliz. :) 

Tranque o portão, feche as janelas, apague a luz...

.... e   s a i b a   q u e   e u   t e   a m o !

terça-feira, 15 de novembro de 2011

UMA DICA IMPORTANTE

-
Seguinte:
Se você gosta de alguém, 
Diz pra ele que gosta e vê no que dá,
Se ele tirar onda, manda se fuder
Se ele enrolar, manda se fuder
Se ele ficar na duvida, manda se fuder
Se ele falar que tem alguém, manda se fuder
Se ele também quiser, seja feliz
E deixe de viadagem !








Uma dica de Marcelo Oliveira para vocês!
-

domingo, 13 de novembro de 2011

respostas..

-
Ela ficou esperando uma resposta
Ela se contorcia na cadeira pensativa
Ela imaginava milhares e milhões de respostas
Ela esperava só a resposta
-  -  -  -  -
Ele não deu
Ele esqueceu
-  -  -  -  -
Ela cansou
Ela esqueceu
Ela mudou
E a única coisa que ela tinha certeza é que ela gostou dele...
E esse foi o problema!
-

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Como as flores e insetos

O que me tornei, não sei.
E o que fui, se foi, não vai voltar.
Se me acovardei?
Eu sei que me rendi ao pouco que sofri.
Que eu sinto a dor de não ser melhor,
Eu sinto só solidão.
Isso foi ruim e não tem perdão.
Por reparação larga a mão de mim.
Se eu sou frágil e tu é fragil,
Vamos nos proteger,
Quero ficar contigo.
Para o nosso intinerário
é bom esclarecer,
o bom é a gente junto.
Ah, quero você por perto,
Como estão as flores e os insetos. 
Nestes dias ordinários,
Vamos nos conhecer,
Quero você comigo.
Para o nosso intinerario,
É bom esclarecer,
O bom é a gente junto.
Ah, quero você por perto
Como estão as flores e os insetos. 
O que me tornei, não sei.
E o que fui, se foi, não vai voltar.


papel de pão

Eu nem sei dizer o que senti
Quando eu acordei e não te vi 
Confesso que chorei
Não suportei a dor
É doloroso se perder um grande amor
Mais alucinada eu fiquei
Quando li o bilhete que encontrei
Estava escrito no papel de pão
Foi o que arrasou meu coração 
Ainda me lembro bem estava escrito assim
Não me procure nosso amor chegou ao fim
Mais alucinada eu fiquei
Quando li o bilhete que encontrei
Tava escrito num papel de pão
Foi o que arrasou meu coração 
Ainda me lembro bem estava escrito assim
Não me procure nosso amor chegou ao fim



- sinto -

medo
às quatro da manhã eu mandei um recado pra você. espero que você seja e me responda. e que seja algo bom. logico.
tremores
talvez seja o frio, mas eu sei que não é. é você que me deixa assim. e eu pensando que estava livre de você desse sentimento.
medo
responda sim pra mim, vou deixar tudo fácil pra você vir, eu juro que não complico mais. eu juro.
tremores
é assim que você me deixa, sempre deixou e sempre vai deixar.

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

e eu sinto ♪


.. e me perguntaram se eu ainda gosto de você. pensei e não soube dizer. mentira. eu disse que penso menos em você, pergunto menos de você, gosto menos de você, sinto menos falta de você. e é o que eu sinto de verdade. mas odeio isso. porque odeio a distancia, a saudade, a falta. verdade. amo quando você escreve, pensa, fala, observa. escreve pra mim, pensa em mim, fala de mim, observa-me. dor. é isso que eu sinto sem você. parece que roubou minha paz, meu coração, meu sossego. você não quer voltar? volte pra minha vida e devolva o que roubou, talvez eu empreste tudo que você quer.  eu preciso de você, eu descobri. mentira. eu sempre soube e por isso é que dói. a dor de saber que você não pensa em mim como eu penso em você, não fala de mim como eu falo de você. e lembrando de tudo, das idas e vindas, descubro que nunca esqueci você. talvez seja amor, talvez saudade, talvez necessidade, talvez carência, talvez ciume. mas acredite, eu sinto algo por você.  

domingo, 6 de novembro de 2011

Mr. Blues & Lady Jazz ♫

Na centésima postagem do ano eu postaria, nada mais e nada menos que isso:                      Mr Blues e Lady Jazz -  Nick Farewell


"A gente escolhe a parte da janela que dá para a Paulista e ficamos olhando para o ballet dos prédios por um tempão. 
– Nós não sabemos de nada, né?
– Não – respondo.
– Somos tão pequenos...
– E frágeis.
– É...
De repente ela me olha emocionada.
- Obrigada. É uma noite fantástica.
- Ainda não acabou – fico vermelho.
- Tem mais?
- Mais ou menos... É que eu nunca fiz isso. Mas lá vai.
De súbito, me levanto, abaixo e fico de joelhos:
- Er... você quer namorar comigo? Errei...
- Errou? Por quê? Não quer mais?
- Não. Não é isso. O verbo namorar. Não existe “namorar comigo.” Tinha que ser “ Você quer ser minha namorada?”
- Mas já não estamos namorando?
- É que com essa sua história com seu ex.
- Entendo. Bom, nesse caso, deixe-me ver - ela faz a graça que eu já esperava – pergunta de novo.
- Você quer ser minha namorada?
- Só com uma condição. – faz um pequena pausa - Promete que vai ser sempre assim?
Fico mudo e engulo em seco. Essa eu não esperava.
- Para sempre e sempre - respondo instintivamente, mas com voz profunda, ainda de joelhos.
- Chega de clichês românticos por hoje. Isso não combina com você.
- Ufa, ainda bem – me levanto rindo – mas me saí bem?
- Bastante. Só esqueceu de uma coisa.
– O quê?
– Agora pode beijar a sua namorada."



Sinceramente? COMPRE !

. branco&vermelho .



Ela segura ele nas mãos, não crê que está envolvendo algo tão bom e tão valioso nas mãos. E ela não larga, na verdade, ela aperta pra ter certeza que ele está lá, nas suas mãos. 
Ela ri. Ri de bastante felicidade. E dá gargalhadas.
Vinte e sete reais e noventa centavos. Ela não crê, só tem dezoito e um vale no bolso. Ela corre, na verdade, ela corre e grita em busca do irmão que poderia lhe emprestar. Ela para, espera e pensa. Deixariam ela correr e gritar pelo irmão segurando ele? Ela para, espera e pensa de novo. Teria que deixar com alguém que ela confiasse, estira a mão e o entrega a prima, ela não pega. E ela para, espera e pensa mais uma vez. Rapidamente ela o estira para o primo - mas sua "prima caçula" diz: eu o protegerei com minha vida, ela fala e blasfema: não é pra tanto". - ela entrega a seu primo, dá milhares de recomendações e agora sim, corre e grita em direção incerta a seu irmão. Dá voltas, olha, procura, investiga, e procura mais,  e olha mais, e investiga mais e nada. Volta ao local onde estava e pede ajuda financeira a sua prima, e sua prima dá sem recuar. 
E depois de alguns instantes, ela percebe que vai voltar pra casa com um sonho realizado.
...
Ela chega em casa, deita na cama e lê atentamente o livro da capa branca e letras vermelhas.


-

05/11/2011.


Obrigada a Naira, Luiz, Margô, Ruth e Leonardo, sem vocês eu certamente não teria conseguido.


-

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

eu só sei viver em queda-livre !

Eu estou diferente, não é pelas roupas, até porque são quase as mesmas, não é pelo cabelo, nem pela pele mais bronzeada, mas é por hoje me sinto mais humana. Quando você ganha e perde pessoas importantes você fica assim, mais humana que nem eu. E as pessoas não se importam, não tem do porque se importarem. Mas eu entendo muito bem. E no caminho você encontra outras pessoas, outras coisas, outros interesses e nem se importa com as velhas pessoas, velhas coisas, velhos interesses. Eu estou aqui, coitada de mim, dando motivos por todos nós, por que as pessoas são assim, todas elas. Talvez, só talvez eu não me importe, mas certamente eu me importo. E pode traduzir, disso eu não me importo. Podem viver também. Por que é isso que vale a pena, viver. Se fosse tudo igual, tudo normal, não valeria tanto a pena, nem o risco. Viver é correr riscos e é por isso que vale a pena. Viver é uma constante queda-livre. 









Dica: Não fique sentados em um computador imaginando que sua vida esta presa a uma tela de 19º polegadas, NÃO ESTÁ. Sua vida está lá fora, com a família, os amigos, as loucuras, as palavras ditas e não digitadas. E é isso que é viver, por que viver está lá fora.  


E assim eu encerro esta transmissão, por que vou viver, não digitar.
Beijo.
Até.


PS:. E obrigada Nick Farewell*., por mais uma vez me dar vontade de viver.


Nick Farewell =D

procure, acredite !

-



PROCURAMOS INDEPENDÊNCIA
acreditamos na distância entre nós !


EU PROCURO INDEPENDÊNCIA
acredito na distância entre nós !




TODA ESSA CURIOSIDADE QUE VOCÊ TEM PELO QUE EU FAÇO,
EU NÃO GOSTO DE ME EXPLICAR, NÃO GOSTO DE ME EXPLICAR,
TODA ESSA INTENSIDADE, BUSCAMOS IDENTIDADE,
MAS NÃO SABEMOS EXPLICAR ..




PROCURAMOS INDEPENDÊNCIA
acreditamos na distância entre nós !


EU PROCURO INDEPENDÊNCIA,  
acredito na distância entre nós !








-

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

algumas horas...

eu tive um sofá na minha casa, 
um tapete na minha casa, 
uns travesseiros na minha casa 
por algumas horas.

ela disse que não gostou do sofá,
do tapete vermelho de veludo,
os travesseiros cor caramelo,
mas só por algumas horas.

ele vai chegar e verá o sofá,
o tapete, os travesseiros,
ele sim vai gostar,
só ele importa.

domingo, 23 de outubro de 2011

ou não.

e sim, não tenho medo com você
 e era preu ter mas não tenho
e era preu não querer mas quero  
e não era preu voltar mas eu volto
 e talvez doa ou não
e talvez eu chore ou não
e talvez você me esqueça ou não
e contudo, o que eu posso vai fazer? 
e não será como antes, tenha certeza
e você terá trabalho ou não
e talvez é isso que eu queira
e talvez é só você que quer
e mas no fim, vai ter saudade.

ou não .

e sim, é pra vcs!

o nosso fim ...


e só no final você entende como é.
nos instantes finais,
nos letreiros finais.
você entende que ninguém é seu,
nem o seu sorriso lhe pertence,
a sua voz mais branda não é só sua,
e a lagrima que rola no seu rosto não existe mais,
nem a saudade, nem o desespero.
e no final você entende que o que importa é
 com quem você se importa 
e quem se importa com você.
e no fim lhe deixo árvores em vez de flores,
e cartas em vez de frases.
e esse é o final de um novo começo 
ou só apenas um simples final.
então eu te pergunto, 
acabou, é assim ?




sexta-feira, 21 de outubro de 2011

T com um Tédio :)



Não tenho nenhum dom. Acho que só gosto de amar as coisas demais. Está chovendo desde terça, tô ficando resfriada. Briguei com várias pessoas nesse mês, e não me arrependo. Estou ouvindo MPB na radio da sky. Acabei de comer biscoito Maria. Fui para faculdade hoje, resolvi coisas hoje. Estou com sede, água please! Sinto falta de pessoas que passaram na minha vida, adoro quando elas retornam. Preciso terminar meu seminário. Não lembro se eu disse que tô com frio, mas estou. Preciso muito dormir. Preciso muito estudar. Adoro música lenta na chuva. Acabei de descobrir que o Detran acabou as inscrições de curso gratuito da carteira de motorista [minha mãe vai me matar]. Estou sozinha aqui em casa. PAZ? talvez não. Odeio as pessoas que vivem suas vidas pra uma só pessoa. Idiotas. ♥ Me sinto mais gorda, sensação boa. Meu coração está bem, saudável, normal e feliz. Miinha alma está limpa, branca, sem mágoas.
"Faça-me sentir no seu abraço.. A necessária paz...." 
Eu e minha mãe estamos viciadas em Bones [série americana], minha mãe tá aprendendo a mexer no computador *-*, tá fazendo faculdade e as porras. Pi casou e está ficando sensível demais com tudo. Leo tá o mesmo, adoro isso, o cabelo de Hanny tá crescendo de novo. Sono. Messenger. Beijo. Até.


  

terça-feira, 11 de outubro de 2011

Believe me, all is brilliant ...


Abra os olhos
Se você um dia você me ver de novo

Diga adeus
Eu vou estar na minha casa com um olhar louco
Isso é de agora? 
Não, mas me procure aqui, seu idiota
Já cai no seu campo minado, sei onde as minas estão
Não caiu de novo, estupido

Eu suplico
Volte para o mundo e me deixe em paz
Esse seu álibi está me deixando louca de novo
Não me pegue assim, vá embora!

E agora ?
Eu suplico de novo
Volte para onde você veio e me deixe em paz
Ouça exatamente o que eu estou falando
Eu não quero, não agora e nunca
Acredite se quiser
Estou livre

Liberdade de você é algo brilhante
Liberdade de tudo é brilhante
Liberdade, só a liberdade 
E não me pergunte nada, certo?
Não mude de ideia, não volte a ser como era..
As pessoas como você não tem escolhas
Eu tenho com a minha linda liberdade.

Acredite em mim, tudo é brilhante!





domingo, 9 de outubro de 2011

Eu !?


Eu adoro meu nome: Laís CRISTINE! Amo as pessoas do meu lado, minhas parceiras de crime, as parceiras de coração e as de vida. Descrever família é difícil pra mim. Música move minha alma, amigos movem meu coração. Adoro cabelo, pandas, cores, vida. Fazendo faculdade e amizades. Já pintei o cabelo e cansei dele. Canso de cores, de frases e até de gente. Não tenho e nunca vou ter paciência. Não tolero qualquer tipo de exploração, nem crime. Costumo ser maluca, idiota, besta e as vezes sem noção, mas isso faz você gostar ainda mais de mim, acredite ^^. Eu sou egoísta nem mal-educada e não suporto briga mas machuque os meus amigos que eu te (m)bato! Eu sou extremamente romântica e ciumenta, mas isso é segredo tá? Eu sou simples e muuito complicada. Meus números da sorte são: 23, 30 e 7. Meu filme preferido é Orgulho e preconceito. Minha cor preferida é verde. Eu quero dinheiro (emprego), e eu tenho RG, CPF e PIS. Adoro xingar, mas nunca xingo perto de minha família. As vezes eu me sinto feia, as vezes eu me sinto a coisa mais gostosa do mundo. Eu odeio chorar, é raro acontecer. Eu adoro falar e rir. =D  


Eu sou uma pessoa feliz e sorridente, isso ninguém tira de mim! 


=*


Nada de choro, nem vela, nem desapego, nem desilusão, nada mais dessas coisas.
Aprendo a sorrir todos os dias, e é só!





Pontos de vista

Devia chorar, sinto que quero despejar um véu de lágrimas, mas nunca faço. Não gosto de chorar por pessoas e por mais que você me sinta menos humana, eu não me importo. Me sinto egoísta de falar tudo eu, mas quem está indignada sou eu. Sinto again que quero chorar, e o querer vem forte, ainda acompanhado de Dani Black - ( Não Sei Dançar ♪ ) - conseguirei sobreviver a isso? Essa falta que eu sinto do mundo e de todo mundo. 

Apesar de tudo, eu ainda sei sorrir, certas coisas nós nunca esquecemos e nunca devemos esquecer...
Desaprendi a chorar, mas sempre aprendo a sorrir. =)



sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Coração amigavel

Você me disse que eu era sua melhor amiga, me fez prometer que nunca sairia da sua vida, me defendeu, me deixou sem graça, me ajudou, me libertou, me incentivou. Era bom passar as tardes com você, era bom conversar com você, ouvir seus medos, seus segredos, seus pensamentos, seus sonhos. Eu adoro a sensação de liberdade que sua amizade me proporciona. Você já me ensinou tantas coisas. Ensinou a ser forte, a ser humilde, a ser brincalhona e séria, me ensinou a perdoar e esquecer, você era minha teacher. A amizade é libertadora, salvadora e animadora. Você diz que sou sua melhor amiga e me diz pra não guardar segredo. Eu adoro ouvir isso de você. Sempre que lembrar de você vou ter um sorriso no rosto. Você me apoia e reclama comigo, você diz que me ama e me pertuba, você sente minha falta da mesma forma como eu sinto a sua. Adoro quando você pede minha ajuda. Você está nas minhas melhores lembranças de felicidade e amizade. Você está está nas minhas melhores horas. Eu te amo por você ser o que é, por você ser assim, por você ser exatamente você.

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Operario no mar

Operario no mar - Drummond

(1444)  

Na rua passa um operário. Como vai firme! Não tem blusa. No conto, no drama, no discurso político, a dor do operário está na blusa azul, de pano grosso, nas mãos grossas, nos pés enormes, nos desconfortos enormes. Esse é um homem comum, apenas mais escuro que os outros, e com uma significação estranha no corpo, que carrega desígnios e segredos. Para onde vai ele, pisando assim tão firme? Não sei. A fábrica ficou lá atrás. Adiante é só o campo, com algumas árvores, o grande anúncio de gasolina americana e os fios, os fios, os fios. O operário não lhe sobra tempo de perceber que eles levam e trazem mensagens, que contam da Rússia, do Araguaia, dos Estados Unidos. Não ouve, na Câmara dos Deputados, o líder oposicionista vociferando. Caminha no campo e apenas repara que ali corre água, que mais adiante faz calor. Para onde vai o operário? Teria vergonha de chamá-lo meu irmão. Ele sabe que não é, nunca foi meu irmão, que não nos entenderemos nunca. E me despreza... Ou talvez seja eu próprio que me despreze a seus olhos. Tenho vergonha e vontade de encará-lo: uma fascinação quase me obriga a pular a janela, a cair em frente dele, sustar-lhe a marcha, pelo menos implorar lhe que suste a marcha. Agora está caminhando no mar. Eu pensava que isso fosse privilégio de alguns santos e de navios. Mas não há nenhuma santidade no operário, e não vejo rodas nem hélices no seu corpo, aparentemente banal. Sinto que o mar se acovardou e deixou-o passar. Onde estão nossos exércitos que não impediram o milagre? Mas agora vejo que o operário está cansado e que se molhou, não muito, mas se molhou, e peixes escorrem de suas mãos. Vejo-o que se volta e me dirige um sorriso úmido. A palidez e confusão do seu rosto são a própria tarde que se decompõe. Daqui a um minuto será noite e estaremos irremediavelmente separados pelas circunstâncias atmosféricas, eu em terra firme, ele no meio do mar. Único e precário agente de ligação entre nós, seu sorriso cada vez mais frio atravessa as grandes massas líquidas, choca-se contra as formações salinas, as fortalezas da costa, as medusas, atravessa tudo e vem beijar-me o rosto, trazer-me uma esperança de compreensão. Sim, quem sabe se um dia o compreenderei?

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Tente ;)



Eu tento ser o melhor na vida das pessoas. Tento fazer minha parte na vida delas. Tento nao esquecer de coisas importantes. Tento ser sincera, humilde e animada. Eu tenho ser forte e determinada. Tento ser a melhor amiga, a melhor irmã, a melhor filha e neta. Tento ser a mais inteligente possivel pra você tirar suas dúvidas comigo. Tento ser honesta. Tento ser bonita, meiga e fofa.
E isso me deixa cada vez mais oca por dentro.
Baby, eu não sou perfeita.

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Eu sou diferente. 


Eu não sou o Normal.
Eu não sou normal ..
Uma menina diferente.

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Detalhes

Simplesmente desaparece.

Quando você quer esquecer uma pessoa, você não a procura, porque depois de algumas horas, dias, meses, ela vai sumindo de sua mente. A mente esquece a boca, o nariz, o toque, o gosto do beijo, o perfume, o sabor do sorvete preferido, o detalhe da boca, o lindo riso, as frases feitas, o romantismo, os olhares, o andar, as mãos dadas, as piadas intimas, os apelidos, os segredos, as conversas, o ouvido, o pé, as pernas, a cintura, os braços, as cicatrizes, a mão, o corpo, o cabelo, a boca, o som da voz. Depois de algum tempo você não se lembrará e a sua mente nunca terá imagens, lembranças, declarações, recordações e assim, você será livre pra esquecer de novo.

Simplesmente desaparece.



terça-feira, 9 de agosto de 2011

Nossas tardes juntos

Tardes passaram voando e noites passando andando
A aurora me chamava pra ficar junto a você
E no meio da escuridão, eu vi sua casa
Luz acesa, porta aberta e você me esperando sentado
Você me vê, me abraça e me chama de bem querer
E eu não reparo que tem gente olhando e o abraço e beijo e chamo de bem querer
Não sou eu e nem é você
Mas, será que alguém acredita que foi destino?
Você entrou na minha vida como eu entrei na sua
Os gostos, os lances, os olhares, os gestos e as nossas músicas
Nada forçado, nada elaborado, só executado
E o bonito não é a paz que um dá pro outro
É o inferno interno e secreto que nós temos
É a intimidade de falar merda que existe em nós
É a  facilidade de se sentir em casa do lado do outro

Marcelo, é por isso que eu te amo


A Lerda e o Besta


Feitas de amor

Depois de muitos tombos e tropeços, começo a acreditar que o amor não precisa só de três chances, três escolhas, três perdões, três orgasmos, três vezes. O amor é maior que o número três pode representar e a cada ida e vinda desse amor, descubro que ele vale a pena, porque não existe coisa mais bonita do que viver, sofrer e morrer de amor. Nada justifica a presença ou a ausência dela em nossa vida.
Talvez eu esteja apaixonada de novo pela mesma pessoa, talvez eu nunca esqueça essa pessoa, talvez eu só precise da presença dessa pessoa, mas me diz qual é o problema disso? Eu faço escolhas que, às vezes, algumas pessoas não acham boas, mas pra mim é a melhor possível no momento, porque eu sei que sempre vai faltar algo na minha vida. Quando tem amor o coração perdoa, repensa, relembra, recorda. Quando tem amor, o coração sente saudade, sente medo, sente dor, e o coitado do coração vai se espremendo e vai se contraindo a cada dia sem amar.
É tanta dor, mas é amor também. E em cada erro, quando existe amor, se perdoa. Em cada passo mal dado, quando existe amor, você continua a caminhada. Amor é isso, amar é isso. É tentar conjugar todos os verbos e sempre acabar no amor. Amar é achar legal, achar fofo, achar meigo, achar ridiculo, idiota e seilá. Amar é esperar, é sentir, é viver, é dengar, é morrer e se fuder também. Amor é isso que eu sinto, isso que você sente, é o que todo mundo sente por alguém. Porque eu sou feita de amor.





- Eu quero você, como eu quero  -

E que merda, porque eu não posso ter?

domingo, 7 de agosto de 2011

Game Over

03/08/11

Eu estava voltando de carro com meu tio e quando nós estavámos indo pra casa, passando pelo túnel. Lá, eu vi um monte de motos enfileiradas e com um carro e uam viatura ao lado delas. Eu vi também uma mulher estirada no chão do túnel inconciente e com policiais em volta, e eu estava feliz pelo fato dela estar respirando. Somos frágeis demais, temos que entender isso. Mais adiante, eu e meu tio conversamos pelo ocorrido, nós tinhamos percebido que o trânsito parou novamente. Nós estavámos atrasados para a reunião e ainda eu estava com vontade de ir ao banheiro, rs. Áfrente, vimos mais um acidente, este foi fatal. Carro preto, na escuridão, três viaturas policiais, trânsito parado, pessoas fofocando nos carros e um corpo estendido no chão com o plástico preto por cima. Pensei algo, eu estava voltando da faculdade, que vou me matricular por ironia do destino. Eu, seguindo minha vida, tentando pelo menos, e a daquela pessoa acabou. Repentimamente acabou os sonhos, os desejos, o futuro, o presente.
É irônico, triste e bizarro.
E querem saber, VIVAM, porque não existe coisa melhor pra fazer do que isso.

"Tá lá mais um gol e o Brasil é campeão,
Tá lá mais um corpo estendido no chão"

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Magra e light

Emagreci.

Perdi peso.
Perdi volume.
Perdi massa, na verdade.
Perdi meus peitos,
perdi minhas coxas,
perdi minha bunda,
perdi minha barriga,
Perdi meu charme,
minha beleza,
minha sensualidade.
Perdi minha segurança,
Perdi a droga da cabeça,
Perdi a vontade.
Perdi o brilho dos olhos,
a vontade do sorriso,
a vontade de ficar em pé,
Perdi minhas roupas,
Perdi a validade.

Eu perdi e continou perdendo.



minhasescolhas.com

As pessoas não gostam tanto de mim
As mais importantes pra mim gostam
Mas queria ter mais amigos
Eu queria ser mais organizada
Queria ter mais coragem
Queria não sentir tanto medo de chorar
Queria que as dores fossem embora
Sabe, eu fico falando que eu não me arrependo de nada
E que eu fiz as escolhas certas ou necessarias pra minha vida
Será? Será que eu estou certa?
Será que eu ter me calado e fugido fosse a melhor coisa?
Será que eu não ter chorado naquela hora foi a melhor coisa?
Será que eu não ter olhado foi a melhor coisa?
Será que não ter te beijado foi a melhor coisa?
Será que eu não ter dito o quanto eu o amava foi a melhor coisa?
Será que eu ter esquecido foi a melhor coisa?
Será que eu fiz as melhores coisas?
Será?
Eu poderia está melhor do que estou agora.
Mas poderia está pior também.
E quer saber, eu posso até ter feito as piores coisas,
mas quem não faz?
E disso eu não me arrependo.
Não me arrependo de estar sentada num banco branco escrevendo este texto as 00:32.
Não me arrependo de ter dito "não", não me arrependo de não ter perdoado, não me arrependo de não ter esquecido, de não ter feito ou dito.
Eu não sou perfeita e não quero ser.
Eu só quero ser essa merda de pessoa, que erra um dia pra tentar acertar no dia seguinte, que tenta não chorar, que tenta ser importante, que mente pra se safar, que se lasca, que sente saudade dos cachorros que perdeu, que sente falta de algo que não viveu, que ama, que vivi cheia de desespero e ansiedade, que quer fazer faculdade, que quer viajar pelo mundo, que quer ser rica, que quer ser amada, que quer até ter filhos, que acredita nas suas regras e em filmes.
Eu não me importo o que você pensa ou acha de mim, antes, maybe, eu até me importava.
Mas hoje, só hoje, eu acredito que nada disso importa, porque eu poderia viver como a popular, a interessante, a mizerê, mas eu não sou isso, eu sou uma garota que gosta de Geografia, Biologia, que adora o filme e o livro Orgulho e Preconceito, que sempre lembra das amigas, que assisti vários filmes, que tem amores imaginários, livros imaginários, que pode ser uma popstar, que quer um carro branco e lindo, que assiste Friends, Chuck e Os Simpsons, que ama a família, que vai ter uma banda com as DDL, que fará teatro, canto e culinária, que adora conhecer pessoas, que acredita que opiniões mudam e só, que quer ficar loira, ou ruiva, ou morena mesmo, que quer ter peitos grandes e escrever um livro.
É nisso que eu acredito!


segunda-feira, 25 de julho de 2011

domingo, 10 de julho de 2011

Adorável Psicose

"Amar é sofrer
Sofrer é amar
Amar é ser feliz
Ser feliz é amar
Ser feliz é sofrer porque sofrer é amar."

Amor, Sofrimento e Felicidade andam juntos no Multishow
Assistam Adorável Psicose no Multishow, às 09:00.


Good Luck

Miedo

Tienen miedo del amor y no saber amar
Tienen miedo de la sombra y miedo de la luz
Tienen miedo de pedir y miedo de callar
Miedo que da miedo del miedo que da

Tienen miedo de subir y miedo de bajar
Tienen miedo de la noche y miedo del azul
Tienen miedo de escupir y miedo de aguantar
Miedo que da miedo del miedo que da

El miedo en una sombra que el temor no esquiva
El miedo as una trampa que atrapó al amor
El miedo es la palanca que apagó la vida
El miedo es una grieta que agrandó el dolor

Tenho medo de gente e de solidão
Tenho medo da vida e medo de morrer
Tenho medo de ficar e medo de escapulir
Medo que dá medo do medo que dá


Tenho medo de acender e medo de apagar
Tenho medo de esperar e medo de partir
Tenho medo de correr e medo de cair
Medo que dá medo do medo que dá


O medo é uma linha que separa o mundo
O medo é uma casa aonde ninguém vai
O medo é como um laço que se aperta em nós
O medo é uma força que não me deixa andar

segunda-feira, 27 de junho de 2011

Um pedido oculto no sentido abstrato

Me lance tuas verdades
Me drogue com o seu veneno
Chute, Agarre, Lemba
Me estrupe com suas verdades
Só não fira meu ego

As suas verdades não são minhas
Meus caminhos não são seus

Te entrego a verdade do meu coração
Toda a pureza e a maldição dele
E a praga que já lançaram sobre mim será sua
Chuto, Agarro, Lembo
Te estrupo com minhas verdades
E firo seu ego por dentro





domingo, 26 de junho de 2011

Saint Jonh

A rua se enfeitou pra ver a festa passar
Cores, vidas e amores, tudo estava no ar
Até o sol deixou a lua dançar
E a lua dançou até o sol raiar
A menina pulava a fogueira
O menino pulava os fogos
A mãe ainda estava na cozinha
O pai ainda estava no banho
O cachorro pulou o muro
O papagaio escapou de tudo
A flor já foi regada
E a abelha já fez mel
E nós, onde estamos?
Estamos dançando quadrilha até o sol raiar.
Até a lua chegar.
A noite inteira em um só lugar.






sexta-feira, 24 de junho de 2011

Corações noturnos

As estrelas pararam para ver ela dançar
Ela gosta da dançar, de balançar, de remexer
Ela não se importa se está feia ou bonita
Se sua maquiagem a deixou toda borrada
Ela só pensa em dançar, em balançar, em remexer.
Ele não sabia dançar, balançar, remexer
Ele não se importa com a roupa dela, a maquiagem dela 
Ele só gosta de ver ela dançar, balançar, remexer
Ela não se importa em ficar sentada ou em pé.
Ela não se importa com um final feliz
Ele se importa em ser feliz.
Ela não se importa da lua ficar olhando
Ele gosta de ver a lua olhando
E o céu escuro e frio os aproximaram
E ele gostava de ver ela dançar, balançar, remexer
Ela gosta de dançar pra ele ver
E em trocadas de olhares, eles se viram
E se gostaram
E eles começaram a dançar, balançar e remexer ...




C O W

___


" Descreva todas as coisas que te assombram minha guria,
fale tudo o que está no seu coração,
não se cale ao ouvir um ruido do quarto ao lado.
Conte sua infância, diga do que você mais gostou.
eu queria ver todas as tuas imagens minha garota,
queria tentar me imaginar no seu grande-pequeno mundo mágico.
.

Bailes, fadas, personagens e castelos.
.

Calma, minha garota.
Não pense que isso é a despedida,
ainda não estou pronta para partir.
E se a dor que eu for sentir, for só minha na despedida,
assentirei sozinha e calada.
Mas, se você sentir uma suave e salina dor no peito,
não se preocupe,
É só o vento se despedindo por mim. "
__
 
Obrigada por existir, eu amo vc vaca

" ... eu quero uma pra viver... "

Descubra-se a cada dia.
Não de forma aberta e limpa, mas de forma escrota e estupida.
A maior parte das pessoas se descrevem como dignas e sinceras, mas essas são as piores pessoas que você pode imaginar.
Reflita o que te faz realmente bem, se é você fazer a vontade das pessoas ou fazer a sua própria vontade.
A vontade do seu interior fala mais do que qualquer outra coisa, acredite.
Acredite e tenha fé, o mundo ainda não acabou.

quarta-feira, 22 de junho de 2011

Syrup & Honey

Baby, baby, baby
Stand your time on me : )

domingo, 5 de junho de 2011

Escrever é uma arte.

Eu escrevo sentimentos, lembranças, sensações e momentos.
Eu escrevo a raiva, a felicidade, a esperança, a busca, a espera, a vida, o amor.
Eu escrevo ruas, histórias, momentos, ventos e lugares.
Eu escrevo pessoas, cachorros, borboletas e pandas.
Eu escrevo a inocência, a impaciência, a imoralidade, a ganancia.
Eu escrevo sua mãe, minha avó, seu cachorro, seu livro e ao seu tecido de linho egípcio.



quarta-feira, 1 de junho de 2011

Vamos fazer o nosso filme?

Eu queria que a vida fosse um filme, Parece que sempre termina bem..
E sabe, é muito difícil um filme me surpreender.
Sempre tem coisas inúteis e desinteressantes, que só preenchem lacunas e esperanças.
O tal beijo de surpresa, o tal amigo apaixonado e calado, o tal encontro sempre esperado, o tal final feliz.
Não poderíamos ser assim?
Ou será que somos e eu quero acelerar o meu filme?
Eu sempre acreditei em escolhas, em caminhos.
Se eu acelerar o meu filme, será que era pra ser assim ou eu estou sendo rápida demais?
Eu fico tentando imaginar qual parte da minha vida eu estou.
Porque no filme tem sempre partes que você sabe onde está:
1- introdução = infância.
2 - desenvolvimento 1 = adolescência.
3 - desenvolvimento 2 = adulto.
4 - desenvolvimento 3 = velhice.
5 - conclusão = o tal do final feliz.

Não sei em qual ordem está o meu final feliz, mas sei que eu vou ter, de alguma forma e hora, o meu, eu vou ter.
O problema é que sou um pouco, só um pouco, rs, apressada.
Eu sei que estou no desenvolvimento 1, mas são tantas coisas que eu não sei quem sou, nem onde estou. (mto preenchimento de lacunas, não acha?) Mas eu estou andando... E não paro, quer dizer, só pra dormir... \o/
Como diz Nick Farewell. "O meu filme, a única coisa proibida é desistir!" - GO



Ocorreu um erro neste gadget