segunda-feira, 27 de junho de 2011

Um pedido oculto no sentido abstrato

Me lance tuas verdades
Me drogue com o seu veneno
Chute, Agarre, Lemba
Me estrupe com suas verdades
Só não fira meu ego

As suas verdades não são minhas
Meus caminhos não são seus

Te entrego a verdade do meu coração
Toda a pureza e a maldição dele
E a praga que já lançaram sobre mim será sua
Chuto, Agarro, Lembo
Te estrupo com minhas verdades
E firo seu ego por dentro





domingo, 26 de junho de 2011

Saint Jonh

A rua se enfeitou pra ver a festa passar
Cores, vidas e amores, tudo estava no ar
Até o sol deixou a lua dançar
E a lua dançou até o sol raiar
A menina pulava a fogueira
O menino pulava os fogos
A mãe ainda estava na cozinha
O pai ainda estava no banho
O cachorro pulou o muro
O papagaio escapou de tudo
A flor já foi regada
E a abelha já fez mel
E nós, onde estamos?
Estamos dançando quadrilha até o sol raiar.
Até a lua chegar.
A noite inteira em um só lugar.






sexta-feira, 24 de junho de 2011

Corações noturnos

As estrelas pararam para ver ela dançar
Ela gosta da dançar, de balançar, de remexer
Ela não se importa se está feia ou bonita
Se sua maquiagem a deixou toda borrada
Ela só pensa em dançar, em balançar, em remexer.
Ele não sabia dançar, balançar, remexer
Ele não se importa com a roupa dela, a maquiagem dela 
Ele só gosta de ver ela dançar, balançar, remexer
Ela não se importa em ficar sentada ou em pé.
Ela não se importa com um final feliz
Ele se importa em ser feliz.
Ela não se importa da lua ficar olhando
Ele gosta de ver a lua olhando
E o céu escuro e frio os aproximaram
E ele gostava de ver ela dançar, balançar, remexer
Ela gosta de dançar pra ele ver
E em trocadas de olhares, eles se viram
E se gostaram
E eles começaram a dançar, balançar e remexer ...




C O W

___


" Descreva todas as coisas que te assombram minha guria,
fale tudo o que está no seu coração,
não se cale ao ouvir um ruido do quarto ao lado.
Conte sua infância, diga do que você mais gostou.
eu queria ver todas as tuas imagens minha garota,
queria tentar me imaginar no seu grande-pequeno mundo mágico.
.

Bailes, fadas, personagens e castelos.
.

Calma, minha garota.
Não pense que isso é a despedida,
ainda não estou pronta para partir.
E se a dor que eu for sentir, for só minha na despedida,
assentirei sozinha e calada.
Mas, se você sentir uma suave e salina dor no peito,
não se preocupe,
É só o vento se despedindo por mim. "
__
 
Obrigada por existir, eu amo vc vaca

" ... eu quero uma pra viver... "

Descubra-se a cada dia.
Não de forma aberta e limpa, mas de forma escrota e estupida.
A maior parte das pessoas se descrevem como dignas e sinceras, mas essas são as piores pessoas que você pode imaginar.
Reflita o que te faz realmente bem, se é você fazer a vontade das pessoas ou fazer a sua própria vontade.
A vontade do seu interior fala mais do que qualquer outra coisa, acredite.
Acredite e tenha fé, o mundo ainda não acabou.

quarta-feira, 22 de junho de 2011

Syrup & Honey

Baby, baby, baby
Stand your time on me : )

domingo, 5 de junho de 2011

Escrever é uma arte.

Eu escrevo sentimentos, lembranças, sensações e momentos.
Eu escrevo a raiva, a felicidade, a esperança, a busca, a espera, a vida, o amor.
Eu escrevo ruas, histórias, momentos, ventos e lugares.
Eu escrevo pessoas, cachorros, borboletas e pandas.
Eu escrevo a inocência, a impaciência, a imoralidade, a ganancia.
Eu escrevo sua mãe, minha avó, seu cachorro, seu livro e ao seu tecido de linho egípcio.



quarta-feira, 1 de junho de 2011

Vamos fazer o nosso filme?

Eu queria que a vida fosse um filme, Parece que sempre termina bem..
E sabe, é muito difícil um filme me surpreender.
Sempre tem coisas inúteis e desinteressantes, que só preenchem lacunas e esperanças.
O tal beijo de surpresa, o tal amigo apaixonado e calado, o tal encontro sempre esperado, o tal final feliz.
Não poderíamos ser assim?
Ou será que somos e eu quero acelerar o meu filme?
Eu sempre acreditei em escolhas, em caminhos.
Se eu acelerar o meu filme, será que era pra ser assim ou eu estou sendo rápida demais?
Eu fico tentando imaginar qual parte da minha vida eu estou.
Porque no filme tem sempre partes que você sabe onde está:
1- introdução = infância.
2 - desenvolvimento 1 = adolescência.
3 - desenvolvimento 2 = adulto.
4 - desenvolvimento 3 = velhice.
5 - conclusão = o tal do final feliz.

Não sei em qual ordem está o meu final feliz, mas sei que eu vou ter, de alguma forma e hora, o meu, eu vou ter.
O problema é que sou um pouco, só um pouco, rs, apressada.
Eu sei que estou no desenvolvimento 1, mas são tantas coisas que eu não sei quem sou, nem onde estou. (mto preenchimento de lacunas, não acha?) Mas eu estou andando... E não paro, quer dizer, só pra dormir... \o/
Como diz Nick Farewell. "O meu filme, a única coisa proibida é desistir!" - GO



Ocorreu um erro neste gadget