quarta-feira, 16 de novembro de 2011

lembre-se

-

Loved: day, night, cold, heat, wind, pain, music, the moment, the feeling, the kiss, friendship, laughter, crying, looking, absence, people, longing, loss, gain, talk, well, evil, brotherhood, hug, sex, rain, sun, heart, reason, God, devil, hell and sky.

Ame, apenas ame.

Do lado de cá, a vista é bonita,
A maré é boa de provar,
Do lado de cá, eu vivo tranquila,
E o meu corpo dança sem parar,
Do lado de cá tem música, amigos e alguém para amar.. ♪
Do lado de cá ...




LOVE IS WORTH.

abandonar jamais..

devo acreditar nas suas palavras? são surtos de carência lançados de você pra mim intensos. se eu resisto? não sei. sinto o cheiro da paz e felicidade na minha frente. ou não, talvez seja só coisa da minha cabeça, mais eu queria subir essa ladeira e me jogar de cabeça. é ilusão? é imaginação? não sei. mais quero ir, me jogar, ir de livre e espontânea vontade. eu queria ser feliz. eu sou seu anjo, sempre. antes eu diria sim, mas hoje eu penso na resposta, por mais que eu saiba que seja sim. por que não existe outro igual a você. não que eu queira como eu quero você. sim, eu me sinto livre. eu estou feliz, sério. eu estou bem comigo mesma. depois de você, os outros são os outros.  ....  eu vou esperar mais um pouco, ver no que vai dar, ver como você vai reagir, ver como eu reajo. eu tento aparentar frieza mas não dá. idiotas. coitados. coitada de mim, coitada. e por favor, tenha pena quando se aproximar, não pegue com força eu sou frágil, sensível. estou me derretendo, estou cedendo, estou gostando disso.

22/10/11

PROCURAMOS INDEPENDÊNCIA, acreditamos na distância entre nós !

Toda essa curiosidade que você tem pelo que eu faço
Eu não gosto de me explicar, eu não gosto de me explicar
Toda essa intensidade, buscamos identidade

Mas não sabemos explicar, mas não sabemos explicar
Se paro e me pergunto: será que existe alguma razão

Pra viver assim se não estamos de verdade juntos
Procuramos independência

Acreditamos na distância entre nós
Procuramos independência
Acreditamos na distância entre nós
Toda essa meia verdade a qual temos nos conformado

Só conseguimos nos afastar.
Mas aprendemos a aceitar
Tantas coisas pela metade, como essa imensa vontade
Que não sabemos explicar, que não sabemos saciar
Se paro e me pergunto: será que existe alguma razão

Pra viver assim se não estamos de verdade juntos
Procuramos independência

Acreditamos na distância entre nós
Procuramos independência
Acreditamos na distância entre nós
Procuramos independência

Acreditamos na distância entre nós
Procuramos independência
Acreditamos na distância entre nós
Na-na narau, na-na narau uhu, aha, yeah

Na-na narau, na-na narau
Toda essa curiosidade

Toda essa intensidade
Toda essa meia verdade
Tantas coisas pela metade
Toda essa curiosidade
Toda essa intensidade 

Queira alguém que..

-


Menina, queria alguém que olhe pro seu rosto, queria alguém que te queira sempre, queira alguém que quer fazer planos com você, queira alguém que lhe faça surpresas, queira alguém que te apresente aos amigos, queira alguém que queira conhecer sua família, queira alguém que não te conheça tão bem, queira alguém que erre e peça desculpa, queira alguém que quer estar com você, queira alguém que lhe faça sorrir, queira alguém que lhe dê a mão, que lhe roube um beijo, queira alguém que tente fazer você feliz.
...
E ele me viu, me olhou, me admirou, me observou, me enxergou.
E pela primeira vez eu senti alguém me vendo. De verdade.
E eu ri de felicidade e timidez.


-

Para: MdC

... só vale enquanto brilha !

Realmente, não há uma pessoa que diga que eu não tento amar. Acho que sou a pessoa que mais ama no mundo e isso me fez sofrer, talvez mais sofrer do que amar, mas me pergunte se me importo? Me olhando no espelho agora, percebi feridas incuráveis e todas as minhas cicatrizes. 
Vejo uma garota, uma simples garota que tentar ter a coluna ereta, os cabelos bonitos, tenta engordar, tenta ser forte apesar de tudo, aprende que chorar só vale se for de rir, em filmes e musicas, aprende que dormir é só em feriados, aprende que o amor é mais do que ela pode imaginar, aprende que se apaixonar vale a pena, morrer de amor vale a pena, sofrer de amor vale a pena, falar o que sente vale a pena, quebrar a cara também vale a pena. Ela descobre que precisa dormir, mesmo o sono sendo dos fracos e nos feriados, ela precisa de emoções, de sentimentos, de surpresas, de declarações, de amor. Ela precisa  ser feliz. :) 

Tranque o portão, feche as janelas, apague a luz...

.... e   s a i b a   q u e   e u   t e   a m o !

terça-feira, 15 de novembro de 2011

UMA DICA IMPORTANTE

-
Seguinte:
Se você gosta de alguém, 
Diz pra ele que gosta e vê no que dá,
Se ele tirar onda, manda se fuder
Se ele enrolar, manda se fuder
Se ele ficar na duvida, manda se fuder
Se ele falar que tem alguém, manda se fuder
Se ele também quiser, seja feliz
E deixe de viadagem !








Uma dica de Marcelo Oliveira para vocês!
-

domingo, 13 de novembro de 2011

respostas..

-
Ela ficou esperando uma resposta
Ela se contorcia na cadeira pensativa
Ela imaginava milhares e milhões de respostas
Ela esperava só a resposta
-  -  -  -  -
Ele não deu
Ele esqueceu
-  -  -  -  -
Ela cansou
Ela esqueceu
Ela mudou
E a única coisa que ela tinha certeza é que ela gostou dele...
E esse foi o problema!
-

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Como as flores e insetos

O que me tornei, não sei.
E o que fui, se foi, não vai voltar.
Se me acovardei?
Eu sei que me rendi ao pouco que sofri.
Que eu sinto a dor de não ser melhor,
Eu sinto só solidão.
Isso foi ruim e não tem perdão.
Por reparação larga a mão de mim.
Se eu sou frágil e tu é fragil,
Vamos nos proteger,
Quero ficar contigo.
Para o nosso intinerário
é bom esclarecer,
o bom é a gente junto.
Ah, quero você por perto,
Como estão as flores e os insetos. 
Nestes dias ordinários,
Vamos nos conhecer,
Quero você comigo.
Para o nosso intinerario,
É bom esclarecer,
O bom é a gente junto.
Ah, quero você por perto
Como estão as flores e os insetos. 
O que me tornei, não sei.
E o que fui, se foi, não vai voltar.


papel de pão

Eu nem sei dizer o que senti
Quando eu acordei e não te vi 
Confesso que chorei
Não suportei a dor
É doloroso se perder um grande amor
Mais alucinada eu fiquei
Quando li o bilhete que encontrei
Estava escrito no papel de pão
Foi o que arrasou meu coração 
Ainda me lembro bem estava escrito assim
Não me procure nosso amor chegou ao fim
Mais alucinada eu fiquei
Quando li o bilhete que encontrei
Tava escrito num papel de pão
Foi o que arrasou meu coração 
Ainda me lembro bem estava escrito assim
Não me procure nosso amor chegou ao fim



- sinto -

medo
às quatro da manhã eu mandei um recado pra você. espero que você seja e me responda. e que seja algo bom. logico.
tremores
talvez seja o frio, mas eu sei que não é. é você que me deixa assim. e eu pensando que estava livre de você desse sentimento.
medo
responda sim pra mim, vou deixar tudo fácil pra você vir, eu juro que não complico mais. eu juro.
tremores
é assim que você me deixa, sempre deixou e sempre vai deixar.

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

e eu sinto ♪


.. e me perguntaram se eu ainda gosto de você. pensei e não soube dizer. mentira. eu disse que penso menos em você, pergunto menos de você, gosto menos de você, sinto menos falta de você. e é o que eu sinto de verdade. mas odeio isso. porque odeio a distancia, a saudade, a falta. verdade. amo quando você escreve, pensa, fala, observa. escreve pra mim, pensa em mim, fala de mim, observa-me. dor. é isso que eu sinto sem você. parece que roubou minha paz, meu coração, meu sossego. você não quer voltar? volte pra minha vida e devolva o que roubou, talvez eu empreste tudo que você quer.  eu preciso de você, eu descobri. mentira. eu sempre soube e por isso é que dói. a dor de saber que você não pensa em mim como eu penso em você, não fala de mim como eu falo de você. e lembrando de tudo, das idas e vindas, descubro que nunca esqueci você. talvez seja amor, talvez saudade, talvez necessidade, talvez carência, talvez ciume. mas acredite, eu sinto algo por você.  

domingo, 6 de novembro de 2011

Mr. Blues & Lady Jazz ♫

Na centésima postagem do ano eu postaria, nada mais e nada menos que isso:                      Mr Blues e Lady Jazz -  Nick Farewell


"A gente escolhe a parte da janela que dá para a Paulista e ficamos olhando para o ballet dos prédios por um tempão. 
– Nós não sabemos de nada, né?
– Não – respondo.
– Somos tão pequenos...
– E frágeis.
– É...
De repente ela me olha emocionada.
- Obrigada. É uma noite fantástica.
- Ainda não acabou – fico vermelho.
- Tem mais?
- Mais ou menos... É que eu nunca fiz isso. Mas lá vai.
De súbito, me levanto, abaixo e fico de joelhos:
- Er... você quer namorar comigo? Errei...
- Errou? Por quê? Não quer mais?
- Não. Não é isso. O verbo namorar. Não existe “namorar comigo.” Tinha que ser “ Você quer ser minha namorada?”
- Mas já não estamos namorando?
- É que com essa sua história com seu ex.
- Entendo. Bom, nesse caso, deixe-me ver - ela faz a graça que eu já esperava – pergunta de novo.
- Você quer ser minha namorada?
- Só com uma condição. – faz um pequena pausa - Promete que vai ser sempre assim?
Fico mudo e engulo em seco. Essa eu não esperava.
- Para sempre e sempre - respondo instintivamente, mas com voz profunda, ainda de joelhos.
- Chega de clichês românticos por hoje. Isso não combina com você.
- Ufa, ainda bem – me levanto rindo – mas me saí bem?
- Bastante. Só esqueceu de uma coisa.
– O quê?
– Agora pode beijar a sua namorada."



Sinceramente? COMPRE !

. branco&vermelho .



Ela segura ele nas mãos, não crê que está envolvendo algo tão bom e tão valioso nas mãos. E ela não larga, na verdade, ela aperta pra ter certeza que ele está lá, nas suas mãos. 
Ela ri. Ri de bastante felicidade. E dá gargalhadas.
Vinte e sete reais e noventa centavos. Ela não crê, só tem dezoito e um vale no bolso. Ela corre, na verdade, ela corre e grita em busca do irmão que poderia lhe emprestar. Ela para, espera e pensa. Deixariam ela correr e gritar pelo irmão segurando ele? Ela para, espera e pensa de novo. Teria que deixar com alguém que ela confiasse, estira a mão e o entrega a prima, ela não pega. E ela para, espera e pensa mais uma vez. Rapidamente ela o estira para o primo - mas sua "prima caçula" diz: eu o protegerei com minha vida, ela fala e blasfema: não é pra tanto". - ela entrega a seu primo, dá milhares de recomendações e agora sim, corre e grita em direção incerta a seu irmão. Dá voltas, olha, procura, investiga, e procura mais,  e olha mais, e investiga mais e nada. Volta ao local onde estava e pede ajuda financeira a sua prima, e sua prima dá sem recuar. 
E depois de alguns instantes, ela percebe que vai voltar pra casa com um sonho realizado.
...
Ela chega em casa, deita na cama e lê atentamente o livro da capa branca e letras vermelhas.


-

05/11/2011.


Obrigada a Naira, Luiz, Margô, Ruth e Leonardo, sem vocês eu certamente não teria conseguido.


-

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

eu só sei viver em queda-livre !

Eu estou diferente, não é pelas roupas, até porque são quase as mesmas, não é pelo cabelo, nem pela pele mais bronzeada, mas é por hoje me sinto mais humana. Quando você ganha e perde pessoas importantes você fica assim, mais humana que nem eu. E as pessoas não se importam, não tem do porque se importarem. Mas eu entendo muito bem. E no caminho você encontra outras pessoas, outras coisas, outros interesses e nem se importa com as velhas pessoas, velhas coisas, velhos interesses. Eu estou aqui, coitada de mim, dando motivos por todos nós, por que as pessoas são assim, todas elas. Talvez, só talvez eu não me importe, mas certamente eu me importo. E pode traduzir, disso eu não me importo. Podem viver também. Por que é isso que vale a pena, viver. Se fosse tudo igual, tudo normal, não valeria tanto a pena, nem o risco. Viver é correr riscos e é por isso que vale a pena. Viver é uma constante queda-livre. 









Dica: Não fique sentados em um computador imaginando que sua vida esta presa a uma tela de 19º polegadas, NÃO ESTÁ. Sua vida está lá fora, com a família, os amigos, as loucuras, as palavras ditas e não digitadas. E é isso que é viver, por que viver está lá fora.  


E assim eu encerro esta transmissão, por que vou viver, não digitar.
Beijo.
Até.


PS:. E obrigada Nick Farewell*., por mais uma vez me dar vontade de viver.


Nick Farewell =D

procure, acredite !

-



PROCURAMOS INDEPENDÊNCIA
acreditamos na distância entre nós !


EU PROCURO INDEPENDÊNCIA
acredito na distância entre nós !




TODA ESSA CURIOSIDADE QUE VOCÊ TEM PELO QUE EU FAÇO,
EU NÃO GOSTO DE ME EXPLICAR, NÃO GOSTO DE ME EXPLICAR,
TODA ESSA INTENSIDADE, BUSCAMOS IDENTIDADE,
MAS NÃO SABEMOS EXPLICAR ..




PROCURAMOS INDEPENDÊNCIA
acreditamos na distância entre nós !


EU PROCURO INDEPENDÊNCIA,  
acredito na distância entre nós !








-
Ocorreu um erro neste gadget