domingo, 18 de julho de 2010

Vida

Não é sobre a vida em si que eu vou escrever.
Mas de uma "coisa" que basicamente não tem vida, mas que parece que tem.
Perceba como eles são iguais a nós.


"Ele está na rua de mãos dadas com sua namorada. Ele é alto, magro e tem um rosto lindo. Ela parece uma modelo, loira, branca, olhos azuis. Todos estão em volta deles, admirando-os, e os achando maravilhosos. As pessoas estam loucas, querendo autógrafos, porque pessoas tão lindas assim só podem ser famosas. Mas uma mulher falou.
- Eles não se mexem. - Todos olhando para ela abismados e voltam os olhos para eles.
- É verdade. - O outro fala.
Então a dona da loja vê a confusão e pergunta:
- O que está acontecendo aqui?
Uma mulher disse:
- Senhora, eles não se mexem. Como isso pode acontecer?
A dona da loja não entendeu.
- O que disse?
A outra repetiu.
- Esses modelos não se mexem...
- Que modelos? - A dona da loja olhou para aquelas pessoas e repetiu:
- Que modelos? Eles são manequins aqui da loja, comprei semana passada, são lindos não são?
A multidão ficou apavorada.
- Como pode ser? Como pode ser?
Eles não entendiam como os manequins se pareciam tanto com os humanos.
Ou, como eles se pareciam tanto com manequins."


Quem imita quem?
Nós imitamos eles?
Ou eles que nos imitam?

(Será que é tão normal assim, sermos parecidos com um objeto que, tem com um corpo vazio e só um rostinho bonito?)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget