sábado, 29 de maio de 2010

Go.



"Dizem que a vida é cheia de ALTOS e BAIXOS. Mais baixos do que altos, como você pode ver pela minha própria vida. Agora só tenho mais uma coisa a dizer. O meu único conselho de vida. Duas letras que formam uma palavra. Você já sabe, quanto tudo estiver ruim, lembre-se destas duas letras que formam uma palavra: GO. Escreva, desenhe, pinte, fotografe, dance, costure atue, cante. Portanto, quando tudo estiver ruim, lembre-se destas duas letras que formam uma palavra. GO. Vá. Vá em frente. Apenas faça.
Conformismo é uma das piores formas de morte em vida que você pode ter. Acomodar-se é muito mais fácil do que tentar. Por isso, quando menos esperar, você pode se deparar com a triste certeza de que seu tempo já passou. Vale o mesmo para o desânimo. Portanto, tente. Uma, duas, dez, cem, mil, uma milhão de vezes se for preciso. Mas tente. Até dar certo."
Página 80


"O beijo pode até ser proibido. O amor pode até ser proibido. Mas nada nessa vida impede você de tentar. Acreditar. Até que alguém mostre os letreiros finais, você pode tentar quantas vezes quiser. No meu filme, a única coisa proibida é desistir" Página 62

"Mr. Fahrenheit 451 a Ginger:
- Preciso te dizer uma coisa.
- O quê?
- É que eu não sou bom nisso.
- Do que está falando?
- Demonstrar sentimentos.
- Como assim?
- Fique quieta e escute - respiro fundo e continuo. - Eu nunca estive tão feliz como estou agora. E devo tudo a você. Obrigada por tudo.
A Ginger sorri com ternura. Ela me abraça e dia baixinho: "Você me encontrou e deixou que encontrasse você. Você, ou nós estamos fazendo as nossas vidas valerem a pena. Obrigada por acreditar em mim. Você me prova todos os dias que um encontro de verdade é possível."




- Eu não sabia exatamente que um livro poderia mudar vidas e deixa-las mais agradaveis.
Eu amo cada palavra desse livro. E eu não sou a única.
Quando estou de mal com a vida (triste), eu pego GO, abro e leio. É bom sentir isso.

Umas dicas: Se você ler, leia de coração.
Se não entender, releia.
Se quizer chorar, chore.
Dê risadas altas.
Não se lê um livro pela metade, nunca!
Nunca deixe nada pela metade.



Obrigada Nick Farewell,
Muito obrigada!

2 comentários:

Ocorreu um erro neste gadget