terça-feira, 7 de setembro de 2010

Desejos

Quantas vezes pensamos em  nos matar? Quantas vezes pensamos em ser feliz? Em ter filho? ou em  não ter.
Acreditar que seus sonhos vão se realizar. Que você vai ser a princesa da vez, e que vai ganhar um cara de cavalo branco e que ele vai tirar você do castelo amaldiçoado. Que você vai passar da Faculdade. Que os seus amigos vão ser sempre seus amigos e pronto. Que sua mãe é sua melhor amiga. Que as colegas da escola são suas irmãs de coração, mas quando você mais precisa delas, elas somem. Que sua música favorita é aquela e pronto, mas no dia seguinte você já mudou. Que seu namorado é o amor de sua vida, mas no final, você diz que nunca gostou dele de verdade. Que as pessoas que você dá mais valor, nem ligam pra você. E que a que você nem liga é a que vai segurar a sua mão na dificuldade. Você nem acredita que aquele cara do seu lado na fila do super mercado é o seu marido. E que você é feliz. E que você sempre vai ser essa menina chatinha e bem engraçada, mas quando cresce,  nem se lembra do quem estamos falando. E o seu romance de verão, de outono e de inverno será sempre seu romance de verão, de outono e de inverno. Que seu filme vai ser preferido apartir do momento em que você o assistir.

Não pare no meio da Linha de Pedestres. Você pode ser atropelado.
Por isso, nunca pare no meio, sempre termine, mesmo que isso canse você.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget