terça-feira, 8 de maio de 2012

Minha alma pede chuva

A chuva cai lá fora e eu sinto frio aqui dentro, os pingos invadem meu território e eu não me importo, eu até gosto, eu me alimento. Eu não vejo a hora de molhar o meu pensamento e não, não me importa, eu só quero me molhar sem demora na chuva que cai lá fora. Minha alma gritou e eu não entendi, estranho entender a alma se eu ainda não me entendi. Banho de mar, de chuva de tempestade a minha alma quer... mas eu não sei se cabe a ela ou eu decidir. Pulei da cachoeira e vi minha alma limpa a sorrir ...


E se você não entendeu, não importa, nem eu =)
KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget