terça-feira, 20 de novembro de 2012

Necessidades


Necessidade de dar aquela gargalhada que dói ao sair do peito, que vibra todos os seus músculos, que sufoca a sua garganta e você até para de respirar por alguns segundos pensando que vai morrer.
Necessidade de expressar carinho, de compreender e entender todos os medos e devaneios, de explicar e declarar todas as felicidades caladas e todos os tropeços dados pelo caminho.
Necessidade de amar sem medidas, sem tropeços, sem sorteios, de coração aberto e sem ou com frescuras passageiras, sem medo, sem desvontade, sem prisão.
Necessidade de voar o mais alto que der, de ser livre e conquistar todos os sonhos desejados.


São minhas necessidades.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget