domingo, 21 de novembro de 2010

Uma amizade de verão

Precisamos segurar, Ela pode escapar.
A amizade assim dura pouco, tão pouco...
E o buraco que fica é grande, muito grande.
No coração fica tudo, quase tudo.
Na memoria, as lembranças quase esquecidas ou quase lembradas.
As sensações de estarmos juntas ou separadas era sem-igual.
"Eu pensei que era pra sempre, sem saber que o pra sempre sempre acaba!"

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget